1º Festival de Pizzas Orgânicas

Para comemorar o Dia Mundial da Pizza, o Off Redondas reúne 23 pizzarias de São Paulo com receitas inéditas e sustentáveis

A pizza, ícone da gastronomia paulistana, ganha no mês de julho não apenas um dia de festa, mas um festival inteiramente dedicado a ela, o Off Redondas. O 1º festival de pizzas orgânicas de São Paulo, de 09 a 23/julho/17, começa e termina num domingo, dia em que comer pizza é o programa obrigatório dos paulistanos. 23 endereços badalados da cidade, como 1900, A Pizza da Mooca, Bari, Carlos Pizza, Castelões, Cristal Pizza Bar, Graça di Napolli, Maremonti, Margherita, Mercearia do Conde, Moraes, Piola, Speranza e Vica Pota, oferecem, sempre no jantar, sabores exclusivos ao preço fixo de R$ 49 (brotinho, 04 pedaços) e R$ 79 (normal, 08 pedaços). Com o objetivo de aliar sabor e saúde, cada pizza do festival terá 50% dos ingredientes de origem orgânica, proveniência agroecológica ou de pequenos produtores.

O festival gira em torno do Dia da Pizza, comemorado no mundo todo no dia 10 de julho. A premiada Graça di Napolli (eleita melhor pizzaria da cidade pelo júri da Comer e Beber, da revista Veja São Paulo, em 2014, e melhor do Brasil pela revista Gula, em 2015), de Santana, é uma das participantes do Off Redondas. O restaurateur Tony Martin apresenta novidades como a levíssima Cacio e Pepe, uma versão de pizza sem molho. Com massa de fermentação longa e natural, de grãos especiais italianos, crocante e de bordas aeradas, a cobertura traz um mix queijo de cabra orgânico, pecorino fiore e pimenta-do-reino. Outra opção é a Capri Naturale, que reúne molho caseiro de tomate italiano, creme de ricota do chef, abobrinha orgânica e lascas de queijo de cabra orgânico. A ricota tem baixíssimo teor de gordura em comparação aos queijos tradicionais e traz diversos benefícios para a saúde, pois é rica em cálcio, magnésio e potássio. A casa, que tem carta de azeites assinada por Marcelo Scofano, provador internacional formado em elaiotecnia pelo Instituto de Formación y Investigación Agraria y Pesquera, de Andaluzia (Espanha), ecochef do Instituto Maniva e colaborador do livro Um Fio de Azeite (Ed. Senac), traz opções de azeites orgânicos para harmonizar com os sabores do festival.

Na tradicional Mercearia do Conde, que acaba de completar 25 anos, um dos poucos restaurantes da cidade que abrem para o jantar aos domingos, apesar do cardápio variado e de diferentes sotaques, a pizza sempre fez sucesso. Para o festival, a colorida casa, do Jardim Paulistano, apresentará a Pizza do Conde, numa versão 100% orgânica: massa com farinha integral e orgânica, legumes grelhados da estação, vindos de pequenos produtores, como abobrinha e berinjela, queijo de cabra orgânico e manjericão orgânico.

No festival, dá para comer uma ou mais redondas sem culpa. Alimentos orgânicos fazem bem à saúde por serem mais completos nutricionalmente, mais saborosos e ricos em minerais como ferro, selênio e potássio do que os convencionais. Para ser orgânico, o produto não pode ter recebido adubo 2 químico, agrotóxico, hormônio, antibiótico, insumo geneticamente modificado, radiação ou qualquer aditivo sintético. Queijos e embutidos do festival podem ser artesanais, provenientes de pequenos produtores, o que fomenta a produção de famílias de diferentes regiões do país. O uso de ingredientes locais – como temperos, legumes e frutas – contribuem para a permanência de agricultores e produtores em suas terras, que preservam e cuidam diariamente da biodiversidade brasileira.

A 1ª edição do Off Redondas conta com o patrocínio da Mirella, farinha orgânica nacional, que será utilizada na massa e em outros itens em várias das casas participantes, e com o apoio de Terra Frutas, Direto da Serra, Associação de Agricultura Orgânica (AAO), Feira Biodinâmica, Fazenda Tamanduá, Unibes Cultural e o apoio de mídia de Elemidia e Kallas. A produção dos orgânicos respeita princípios, como proteção da biodiversidade, condições dignas de trabalho e o manejo correto da água e do solo. Sabor sem veneno. Um motivo a mais para tudo acabar em pizza durante o festival. 

 

Organic Food Fest promove 1º Festival de Pizzas Orgânicas Para comemorar o Dia Mundial da Pizza, o Off Redondas reúne 23 pizzarias de São Paulo, como A Pizza da Mooca, Carlos, Castelões, Cristal, Graça di Napolli e Piola, com receitas inéditas e sustentáveis A pizza, ícone da gastronomia paulistana, ganha no mês de julho não apenas um dia de festa, mas um festival inteiramente dedicado a ela, o Off Redondas. O 1º festival de pizzas orgânicas de São Paulo, de 09 a 23/julho/17, começa e termina num domingo, dia em que comer pizza é o programa obrigatório dos paulistanos. 23 endereços badalados da cidade, como 1900, A Pizza da Mooca, Bari, Carlos Pizza, Castelões, Cristal Pizza Bar, Graça di Napolli, Maremonti, Margherita, Mercearia do Conde, Moraes, Piola, Speranza e Vica Pota, oferecem, sempre no jantar, sabores exclusivos ao preço fixo de R$ 49 (brotinho, 04 pedaços) e R$ 79 (normal, 08 pedaços). Com o objetivo de aliar sabor e saúde, cada pizza do festival terá 50% dos ingredientes de origem orgânica, proveniência agroecológica ou de pequenos produtores. O festival gira em torno do Dia da Pizza, comemorado no mundo todo no dia 10 de julho. A premiada Graça di Napolli (eleita melhor pizzaria da cidade pelo júri da Comer e Beber, da revista Veja São Paulo, em 2014, e melhor do Brasil pela revista Gula, em 2015), de Santana, é uma das participantes do Off Redondas. O restaurateur Tony Martin apresenta novidades como a levíssima Cacio e Pepe, uma versão de pizza sem molho. Com massa de fermentação longa e natural, de grãos especiais italianos, crocante e de bordas aeradas, a cobertura traz um mix queijo de cabra orgânico, pecorino fiore e pimenta-do-reino. Outra opção é a Capri Naturale, que reúne molho caseiro de tomate italiano, creme de ricota do chef, abobrinha orgânica e lascas de queijo de cabra orgânico. A ricota tem baixíssimo teor de gordura em comparação aos queijos tradicionais e traz diversos benefícios para a saúde, pois é rica em cálcio, magnésio e potássio. A casa, que tem carta de azeites assinada por Marcelo Scofano, provador internacional formado em elaiotecnia pelo Instituto de Formación y Investigación Agraria y Pesquera, de Andaluzia (Espanha), ecochef do Instituto Maniva e colaborador do livro Um Fio de Azeite (Ed. Senac), traz opções de azeites orgânicos para harmonizar com os sabores do festival. Na tradicional Mercearia do Conde, que acaba de completar 25 anos, um dos poucos restaurantes da cidade que abrem para o jantar aos domingos, apesar do cardápio variado e de diferentes sotaques, a pizza sempre fez sucesso. Para o festival, a colorida casa, do Jardim Paulistano, apresentará a Pizza do Conde, numa versão 100% orgânica: massa com farinha integral e orgânica, legumes grelhados da estação, vindos de pequenos produtores, como abobrinha e berinjela, queijo de cabra orgânico e manjericão orgânico. No festival, dá para comer uma ou mais redondas sem culpa. Alimentos orgânicos fazem bem à saúde por serem mais completos nutricionalmente, mais saborosos e ricos em minerais como ferro, selênio e potássio do que os convencionais. Para ser orgânico, o produto não pode ter recebido adubo 2 químico, agrotóxico, hormônio, antibiótico, insumo geneticamente modificado, radiação ou qualquer aditivo sintético. Queijos e embutidos do festival podem ser artesanais, provenientes de pequenos produtores, o que fomenta a produção de famílias de diferentes regiões do país. O uso de ingredientes locais – como temperos, legumes e frutas – contribuem para a permanência de agricultores e produtores em suas terras, que preservam e cuidam diariamente da biodiversidade brasileira. A 1ª edição do Off Redondas conta com o patrocínio da Mirella, farinha orgânica nacional, que será utilizada na massa e em outros itens em várias das casas participantes, e com o apoio de Terra Frutas, Direto da Serra, Associação de Agricultura Orgânica (AAO), Feira Biodinâmica, Fazenda Tamanduá, Unibes Cultural e o apoio de mídia de Elemidia e Kallas. A produção dos orgânicos respeita princípios, como proteção da biodiversidade, condições dignas de trabalho e o manejo correto da água e do solo. Sabor sem veneno. Um motivo a mais para tudo acabar em pizza durante o festival.